By 19 de Junho de 2014 Read More →

Produção científica da Universidade do Minho indexada na Web of Science 2008-2012

Os Serviços de Documentação da Universidade do Minho concluíram o relatório da produção científica da Universidade do Minho indexada na Web of Science de 2008 a 2012.

Este trabalho teve por base o estudo similar que a Universidade do Porto vem realizandoglasses-272401_640,  e contou aliás com a colaboração do Serviço de Melhoria Contínua da Reitoria da Universidade do Porto e do REQUIMTE – Research Metrics da Universidade do Porto, constitui um primeiro passo para um mais amplo trabalho de sistematização, análise e monitorização da produção científica da Universidade do Minho, que se pretende desenvolver e aprofundar nos próximos anos.

Por se tratar de uma primeira aproximação à análise de produção científica da Universidade do Minho, na sua divulgação entendeu-se ser conveniente sublinhar o seu âmbito e demarcar os seus objetivos. Assim,

a)     O documento não analisa, nem pretende representar, o conjunto da produção científica da Universidade do Minho (que vai muito para além das publicações referenciadas nas bases de dados ISI, sobretudo em algumas áreas disciplinares que se sabe estarem claramente sub-representadas nessas bases). O relatório reporta-se exclusivamente às publicações ISI, por serem uma das principais fontes de análise bibliográfica em termos internacionais e para permitir a comparabilidade com estudos similares. Nos próximos anos, procurar-se-á alargar o âmbito da análise a outras bases de dados referenciais (como a Scopus e outras).

b)      O presente documento, bem como os que virão a ser produzidos nos próximos anos, pretende recolher e analisar dados (ainda que parciais) sobre a produção científica da Universidade do Minho (e das suas unidades orgânicas), permitindo a comparação dos dados da UMinho quer com os dados relativos a Portugal no seu conjunto, quer com dados similares de outras universidades portuguesas. Mais do que a “fotografia” que os dados de cada ano podem proporcionar ou do que a comparação  entre as unidades orgânicas (que na maioria dos casos será desajustada, dada a desigual cobertura temática da fonte de informação utilizada e as práticas de publicação diferenciadas), importa considerar a evolução registada em diversos parâmetros, como a dimensão da contribuição da UMinho (e das suas UOEI) para o universo da produção científica nacional em análise (neste caso as publicações ISI), o impacto médio absoluto e comparativo com o todo nacional, a percentagem das publicações com colaboração internacional e a distribuição geográfica dessas colaborações, etc.

 O relatório está disponível em acesso aberto em:

http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/29377

Autor: Clara Parente Boavida

Membro da equipa de projetos Open Access dos Serviços de Documentação da Universidade do Minho. A desempenhar funções como Open Access Advisor desde 2009.

Comments are closed.