By 7 de Maio de 2015 Read More →

As novas regras do Google e o acesso à publicação científica

A utilização crescente de dispositivos móveis na Internet tem levado ao desenvolvimento dos websites responsivos para dar resposta otimizada à visualização da informação em vários dispositivos (smartphones, tablets e computadores).

Recentemente, foi a vez do motor de pesquisa Google alterar as suas regras de apresentação dos resultados em função da capacidade de um website de ser apresentado aos dispositivos móveis (designado por “mobile-friendly”).

São considerados “mobile-friendly” os websites que contenham as seguintes características após análise dos robots da Google:

  • Evita software não recomendado em dispositivos móveis, como o Flash
  • Possui texto que permite a sua leitura sem zoom
  • Adapta o tamanho do conteúdo para que o utilizador não tenha que deslizar a página na horizontal (scroll) ou fazer zoom
  • Coloca os links distantes o suficiente para poderem ser corretamente tocados

Se pretender efetuar um teste ao seu repositório, revista ou outro serviço, faça já este teste: Mobile-Friendly Test

mobile-friendly

Analisando as várias versões de software usadas no âmbito da gestão de publicações científicas em Portugal, verificamos que ao nível do DSpace, as versões 4 e superiores estão já compatíveis com as novas regras da Google. Neste caso, por exemplo o RepositóriUM cumpre com os novos requisitos.

IMG_0320

Ao nível do Open Journal Systems (OJS), as versões atuais em produção não são ainda compatíveis com os novos requisitos, sendo que a versão 3, que deverá ter uma nova versão beta a meados de 2015, já permitirá o cumprimento desses requisitos, ou pelo menos facilitará essa compatibilidade.

É previsível que esta nova regra da Google venha a ser seguida pelos principais motores de pesquisa pois o acesso à Internet através de dispositivos móveis tem vindo a crescer e esta medida surge como uma forma de facilitar o acesso e a experiência de uso dos utilizadores. Além da questão de usabilidade e interface, este tópico pode ser particularmente importante para os repositórios no que diz respeito à sua visibilidade na web e ao acesso aos seus conteúdos.

Para quem pretender aprofundar a questão, existe alguma documentação (para já em inglês) para analisarem algumas recomendações:

 

Autor: José Carona Carvalho

Gestor de Projeto no Gabinete de Projetos Open Access dos Serviços de Documentação da Universidade do Minho. Gestão dos serviços de informação, apoio e formação são as áreas de intervenção.

Comments are closed.