By 6 de Novembro de 2015 Read More →

Diretrizes COAR para avaliar serviços dos editores científicos para repositórios

A Confederação de Repositórios de Acesso Aberto (COAR) acaba de publicar diretrizes para avaliar potenciais serviços prestados pelos editores científicos no âmbito dos repositórios de Acesso Aberto.

COAR-banner

Estas recomendações resultam da crescente oferta de serviços para a comunidade de repositórios que os editores de revistas científicas têm vindo a anunciar,  envolvendo a transferência automática de conteúdos (metadados e/ou artigos científicos) para os repositórios.

De modo geral, COAR recomenda que a celebração de acordos entre repositórios e editores se concretize apenas quando as seguintes condições são respeitadas:

  1. Os serviços devem incluir a transferência para o repositório de ambos os conteúdos: texto integral metadados, e essa transferência deve ocorrer o mais rapidamente possível (na aceitação para publicação ou noutro momento antes da publicação), mas nunca depois do momento da publicação. Os metadados dos repositórios conectados com sistemas de ‘paywall’ dos editores – pagamento de subscrição – não melhoram a acessibilidade ao texto integral dos artigos científicos e apenas servem para direcionar o tráfego para os websites dos editores.
  2. Os serviços não devem impor períodos de embargo superiores a 12 meses (o ideal é 6 meses para as áreas das Ciências, Tecnologia e Medicina) e existindo períodos de embargo dos editores, estes não devem ser alargados como resultado da adoção destes serviços.

Os repositórios são também incentivados a adotar licenças que permitam a reutilização e mineração do texto completo (full-text mining) depois de concluídos os períodos de embargo.

O texto original das diretrizes da COAR está disponível aqui.

Autor: Clara Parente Boavida

Membro da equipa de projetos Open Access dos Serviços de Documentação da Universidade do Minho. A desempenhar funções como Open Access Advisor desde 2009.

Comments are closed.