6.º Fórum GDI – Infraestruturas do Roteiro Nacional em debate

. 17 de Julho de 2020

Nos passados dias 30 de junho e 1 de julho realizou-se o 6.º Fórum de Gestão de Dados de Investigação, uma edição atípica, quer no seu formato quer na forma, pois desta vez não pudemos estar presencialmente juntos, fizemos uma edição online e, dedicamo-nos inteiramente às Infraestruturas do Roteiro Nacional, tema que já há algum tempo era desejado ser debatido nesta Comunidade.

Os principais objetivos deste Fórum foram:

  • reforçar a necessidade de alinhamento das iniciativas nacionais a uma escala internacional; 
  • dar a conhecer a estratégia nacional para a gestão de dados de investigação
  • perceber o ponto de situação das infraestruturas nacionais e o seu estado de maturidade; 
  • possibilitar que alguns Gestores de Infraestruturas pudessem  apresentar e dar a conhecer os seus serviços, no que diz respeito ao ciclo de gestão de dados; 
  • apresentar e debater as iniciativas e projetos internacionais de maior relevo, como é o caso da EOSC, OpenAIRE e RDA-pt; e 
  • dar continuidade à promoção, valorização e partilha de experiências nacionais.

Neste Fórum foram igualmente apresentados os resultados de um inquérito realizado junto dos Gestores de Infraestruturas do Roteiro Nacional.

O orador convidado desta Edição foi Karel Luyben, Presidente do Conselho Executivo da EOSC, que partilhou e deu a conhecer as estratégias, pontos de ação e visão para a European Open Science Cloud.

Nestas manhãs foram apresentadas infraestruturas de diferentes áreas, desde as ciências sociais e humanas, à economia e às ciências da vida, passando de igual forma por outras, com uma componente mais tecnológica e de computação avançada, mas também com a partilha de experiências internacionais como foi o caso da Infraestrutura OpenAIRE e a da organização RDA-pt.

Todas as apresentações e gravações deste Fórum estão disponíveis no site do evento.

Como mensagem final ficou a missiva e urgência em criar cadeias de valor em torno dos dados de investigação, com a criação de instâncias diferenciadas, dependendo das áreas de exploração, dos seus intervenientes e das infraestruturas envolvidas. Pensar neste processo como um todo dinâmico que necessita de atuar de forma coordenada e na sua valorização e mais valias associadas, no que toca à extração de valor e no estímulo da procura.

A todos os Oradores e Participantes prestamos o nosso agradecimento e contamos convosco no próximo Fórum, que acontecerá no mês de novembro (dias 17 e 18). O formato a adotar dependerá do estado de evolução da situação pandémica que vivemos!

Acompanhe-nos, faça parte desta comunidade.


Paula Moura

Projetos Open Access - Universidade do Minho - Serviços de Documentação

Tags: , , , , , ,

Categorias: dados científicos, GDI, RCAAP

Comentários encerrados.